Pandemia COVID-19

 AVISO

31 DE OUTUBRO E 1 DE NOVEMBRO:

ENCERRAMENTO DOS CEMITÉRIOS

Com a publicação da Resolução do Conselho de Ministros n.º 88-A/2020, de 14 de outubro, que declara o Estado de Calamidade para todo o território nacional, permitindo a alteração de regras e medidas de combate à pandemia da doença COVID-19, e considerando que o “Dia de Todos os Santos”, celebrado pela Igreja Católica, promove uma significativa mobilização e deslocação de pessoas de diferentes faixas etárias aos cemitérios do concelho, sendo inevitáveis os contactos de proximidade, aumentando, desta forma, as possibilidades de propagação do vírus, junto de grupos de risco, como idosos ou pessoas com problemas de saúde, os presidentes da Câmara Municipal, das Juntas e das Uniões de Freguesia do Concelho de Sª M.ª da Feira reuniram recentemente e considerando que: -Não estão reunidas as condições para se assegurar o cumprimento de todas as regras e medidas previstas na resolução do Conselho de Ministros, nomeadamente a limitação ou condicionamento de acesso, circulação ou permanência de pessoas no espaço do cemitério; -Não é possível garantir o cumprimento das medidas de higiene e segurança recomendada pela DGS, designadamente a não partilha de objetos, o distanciamento físico, o uso do equipamento de proteção individual;

Decidiram que atendendo ao contexto atual e com a perspetiva de salvaguardar a saúde e segurança de todos, minimizando a propagação do novo coronavírus entre a população e visitantes, todos os cemitérios do concelho estarão encerrados nos dias 31/10 e 1/11. No contexto atual, apela-se à colaboração de todos para que cumpram os seus rituais nos cemitérios, respeitando as regras de proteção individual, nomeadamente o uso obrigatório de máscara, a não partilha de quaisquer objetos e cumprindo sempre o distanciamento físico mínimo de dois metros. Mais se informa que, entre 26 e 30 de outubro, os cemitérios irão ter um horário mais alargado, encerrando uma hora mais tarde.

A Câmara Municipal e as Juntas/Uniões de Freguesia apelam à compreensão de todos, reconhecendo o transtorno desta medida excecional, mas essencial para a contenção da propagação do novo coronavírus.

Agradecemos a Vossa Compreensão.